Conceitos, Sem categoria

O que é: Planejamento de Demanda

Vamos lá. Hoje você acordou cedo, foi ao supermercado, comprou arroz, farinha, chocolates, cerveja. Qualquer produto que seja. Para você, um ato simples. Para a empresa que vende este produto, quantas coisas estão por trás desse ato?

Ele planejou, produziu, vendeu, distribuiu. E no meio dessas 4 simples fases, quantas coisas se passaram? Pois é, entregar um produto no mercado não é um ato simples, ele requer muitas atividades. E é de uma delas que vamos falar hoje, a fase de PLANEJAMENTO.

Afinal, o que e Planejamento de Demanda, uma das áreas do SCM?

Uma série de cálculos, dos mais simples aos mais complexos, fazem parte do dia a dia desta área. Como planejador de demanda, voce precisa entender o mercado que está inserido, quais são os fatores internos e externos que podem influenciar sua demanda, qual a capacidade que a empresa tem de absorver este volume, e assim por diante. Mas vamos voltar alguns passos atrás. Demanda significa a quantidade de um bem ou serviço que o mercado, os consumidores, desejam adquirir. Então, quando estamos planejando a demanda, estamos falando de como atender este desejo. Mas sabemos que a demanda pode ser infinita, mas a oferta, ou seja, tudo o que a empresa vai colocar a disposição do mercado, não é. E é exatamente para fazer com que esse balanço seja rentável para ambos os lados, que a área de Planejamento de Demanda trabalha.

Como planejador, no momento em que entendemos qual é o desejo do mercado, começamos a trabalhar para ganhar nosso espaço. Aumentar a participação no mercado, fazer com que o produto esteja no lugar certo, na hora certa, e muitas vezes com o preço certo. E existem várias formas de fazer isso. Vamos voltar ao exemplo do supermercado.

Como saber que a pessoa quer determinado produto? Como falamos acima, temos os fatores externos que influenciam a demanda. Pesquisas de mercado por exemplo, podem ser utilizadas como base de informações para entender esta demanda. Considerando o comportamento de consumo de uma pessoa, sabemos quando, como, onde ela compra determinado produto. E se ja oferecemos ele no mercado a um tempo, temos também as informações históricas. Este é um fator interno que também é utilizada para os cálculos. E nesse momento, as empresas passam a utilizar as mais diversas ferramentas para isto. Sistemas estatísticos são capazes de analisar o passado e prever o futuro. Baseado em fatos e dados. E aí, o conhecimento do planejador de demanda é o que auxilia que estes dados sejam refinados:

  • Estamos em um momento de alta / baixa sazonalidade?
  • Haverá alteração de preços?
  • O clima pode interferir no consumo?
  • Existe algum lançamento no mercado, seja da própria empresa ou de algum concorrente, que pode canibalizar a minha demanda?
  • etc…

Cada empresa saberá exatamente o que deve ser analisado. E como ela quer estar inserida em cada mercado, analisando suas estratégias.

A realidade é que uma área de Planejamento de Demanda precisa estar sempre muito atenta a tudo o que esta acontecendo na empresa e também no mercado, e tomar as decisões da melhor forma possível, pois ela é, indiscutivelmente, a área que fornece os dados para que toda a SCM funcione: sem saber o que produzir, o que entregar, qual o preço, qual a matéria prima a ser utilizada, nenhuma outra área tem insumos suficientes para trabalhar. Eu, pessoalmente, acredito que a area de Demanda seja o coração do SCM, afinal, ela bombeia todos com as informações do mercado.

Um ponto importante é que existe uma diferença entre Planejamento de Vendas e Planejamento de Demanda. A primeira está relacionada as metas da equipe de vendas, o como isso vai ser ofertado ao mercado, qual a estratégia de cada região, etc. Olha muito para o que o cliente sinaliza como necessidade, mas não analisa os demais fatores externos. Já o Planejamento de Demanda usa o planejamento de vendas como um dos principais insumos para o seu trabalho, mas vai um pouco mais a fundo na utilização dos demais dados. Muitas empresas tratam as duas áreas como uma só, enquanto outras tem isso separado, estamos Planejamento de Vendas em áreas mais comerciais. Novamente, aqui não há uma regra, vai de acordo com a estratégia de cada um. O que precisa ser atentado é que Vendas e Demanda são processos diferentes, ambos constantes no S&OP (e em seu formato evoluído, IBP), e precisam ter atenções distintas para proverem informações corretas.

Agora, qual a formação de um planejador de Demanda? Acredito que assim como outras áreas, é uma questão de oportunidades e aptidão. Conheço planners que são formados em Administração (meu caso), Engenharia, Contábeis, Estatística. Um consenso é que esse profissional precisa, acima de tudo, gostar de números, e saber transformar informações em dados. Devido ao escopo do trabalho, na grande maioria são formados em áreas de Exatas, mas nada inviabiliza pessoas de Humanas estarem atreladas a estas atividades também.

E você, o que tem a acrescentar sobre Planejamento de Demanda? E sobre qual área de SCM gostaria de saber um pouco mais?

 

 

Anúncios
Conceitos

Afinal, o que é SCM?

Mas afinal, o que é SCM? O que é Supply Chain? É Logística? É distribuição? É planejamento?

Na verdade, para encontrar um conceito, seria mais fácil dizer que é tudo isso. SCM, ou Supply Chain Management é o termo em inglês para Cadeia de Suprimentos, uma área vital para todos os tipos de empresas, sejam elas do primeiro, segundo ou terceiro setor. E vamos mostrar que SCM pode ser interpretado não apenas como uma área da empresa, mas sim como uma política de melhorias.

Antigamente, o termo utilizado para designar esta área de atuação era Logística Integrada, porém seu conceito tinha como base olhar somente para dentro da própria empresa, ou seja, para o seu ambiente interno. Porém, em um mundo cada vez mais globalizado, onde as empresas criam parceiras para garantir melhores custos, surgiu a necessidade de se analisar também os ambientes externos, como fornecedores, parceiros de negócio, clientes. E desta evolução o termo SCM ganhou muito mais força.

O Dicionário APICS, 13ª edição, define o gerenciamento da cadeia de suprimentos como “o projeto, o planejamento, a execução, o controle e o monitoramento das atividades da cadeia de suprimentos com o objetivo de criar valor líquido, construir uma infra-estrutura competitiva, aproveitar a logística mundial, sincronizar o suprimento com a demanda, e medir o desempenho globalmente “. Ou seja, SCM é o conjunto de áreas e atividades que fazem com que uma empresa possa planejar, produzir e entregar os produtos ou serviços de maneira que gere valor e, consequentemente, lucro.

                “the design, planning, execution, control, and monitoring of supply chain activities with the objective of creating net value, building a competitive infrastructure, leveraging worldwide logistics, synchronizing supply with demand, and measuring performance globally.” SCM Concept, Apics Dictionary, 13th Edition.

Dentro de uma área de SCM é possível encontrar diversas Sub áreas: Planejamento de Vendas (Demanda), Planejamento de Materiais, Planejamento de Produção, Produção, Logística e Distribuição, Compras, etc. São os responsáveis por fazer com que a necessidade de um produto seja capturada no mercado (tema para um próximo post) e produzido, e com isso, todas as interfaces entre as áreas desta cadeia são necessárias para garantir que este ciclo completo funcione.

Os principais objetivos da Cadeia de Suprimentos estão sempre relacionados em garantir um melhor rendimento nas diversas atividades que compõe seu ciclo:

– Uma melhor assertividade no planejamento;

– Busca constante por fornecedores com boa entrega vs bom custo;

– Melhoria no processo de fabricação, seja tornando-o mais ágil ou com menor custo, mas sempre preservando a qualidade;

– melhores experiências de entrega para o cliente final: agilidade, tracking correto;

– Melhoria contínua;

Com isso, fica claro que SCM não é um conceito simples, e sim uma série de oportunidades e ações que precisam ser monitoradas e constantemente revisadas para garantir que as áreas que compõem este negócio estejam em constante melhoria e crescimento.

Vamos abordar os temas referente a tudo que envolve SCM daqui pra frente. Então fica aqui a minha pergunta: E você, Como vê este conceito? O que mais tem para adicionar sobre Cadeia de Suprimentos? Como você entende esta área?